De Povos Indígenas no Brasil

News

PCB lança pré-candidaturas ao Governo e Senado

01/02/2018

Fonte: Folha Web folhabv.com.br



O Partido Comunista Brasileiro (PCB) realizou na manhã de ontem, 31, coletiva de imprensa para o lançamento das pré-candidaturas dos professores indígenas Misaque Antone ao Governo do Estado e de Telma Taurepang ao Senado Federal. O evento ocorreu no hall do Uiramutam Hotel, localizado na Avenida Capitão Ene Garcez, e contou com a participação do Secretário Geral do PCB, Edmilson Costa.

O pré-candidato ao Governo, Misaque Antone, é da etnia wapichana, natural da comunidade Malacacheta, no Município do Cantá. Misaque, que já ocupou o cargo de coordenador estadual da Organização dos Professores Indígenas de Roraima (OPIRR), visa a construção de um programa de governo popular e que irá dar subsídios para as lutas e a defesa das minorias.

"Nós defendemos um governo popular que esteja a serviço da população e não do Capital, seja ele nacional ou internacional. Como professor, sei da nossa grande demanda na área da Educação. Como cidadão, participando dos movimentos sociais, sei da falta de políticas públicas na área da Saúde e Segurança. Sem falar da falta de incentivos para o Esporte e a Cultura", destacou.

Antone disse ainda que o seu partido, PCB, vem dialogando com outras siglas de esquerda que atuam no Estado, como PSTU e PSOL. "Precisamos buscar uma unidade na luta e no processo eleitoral. Aliás, essa nossa aliança vai além das eleições. Por isso, a elaboração de um programa que contemple uma pauta de lutas, seja local ou nacional", disse.

A pré-candidata ao Senado é Telma Taurepang, natural da Comunidade da Mangueira, no Município do Amajari. Telma, que também é da etnia Taurepang, já exerceu o papel de tuxaua da sua comunidade e foi integrante do Conselho Indígena de Roraima (CIR).

Hoje em dia, participa da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) e da Secretaria de Política de Mulheres da Coordenação Geral das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (COICA) e coordena a União das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira (UMIAB), que reúne nove Estados do País.

Para a professora, tanto a sua candidatura quanto do professor Misaque ao governo representam a construção de um diálogo que não se resume somente ao trabalho desenvolvido com o movimento indígena. "Nessa grande roda temos o movimento estudantil e jovens trabalhadores, movimento sindical e movimento dos trabalhadores sem teto. A nossa luta é para acabar com essa hegemonia de mais de três décadas das oligarquias no poder", disse.

Para o secretário geral do PCB, Edmilson Costa, as pré-candidaturas são uma alternativa à população. "O partido está formalizado desde 2015 em Roraima. O diálogo com esses movimentos sociais possibilitou a formação desta alternativa popular nas eleições deste ano. Estamos construindo um programa de lutas em conjunto com essas forças, que vai além desse processo eleitoral. O nosso próprio Comitê Central já lançou a nível nacional sua contribuição ao debate para a unidade das forças populares", disse.



http://folhabv.com.br/noticia/PCB-lanca-pre-candidaturas-ao-Governo-e-Senado/36453
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source